terça-feira, 16 de agosto de 2011

COTIDIANO: Cinema na Escola

por Bruno Oliveira

É frequente encontrarmos pais presos a manuais didáticos para educarem seus filhos, estes livros dotados de regras e conceitos, que ao passo que ensinam normas e mais normas, no fim se tornam até redundante. Além de professores sempre repetitivos tentando fazer os alunos encontrarem o “X” da questão, e no fim não demonstrarem a utilidade daquele problema para a vida prática do jovem. Sem contar com os programas de televisão voltados para a “educação” que ao invés de complementarem entram no círculo vicioso da monotonia. Isso precisa mudar... fato!
Foi durante um debate sobre Educação na minha Universidade que pude perceber a falta de ferramentas extracurriculares na grade de ensino dos alunos de colégios, com crianças no início do ensino á jovens do ensino médio, e mais, a ausência de debates nas reuniões de pais a respeito de novas ferramentas educacionais. A educação se prendeu ao mundo conceitual, rodeado de números, termos e razões que giram apenas ao redor do universo escolar, deixando o aluno ausente da própria realidade e do mundo além do muro da escola.
Pensando nisso, resolvi ir atrás de novos meios, algum outro método que não se tornasse mais uma ferramenta de um círculo vicioso. Não foi preciso ir muito longe, pois me lembrei de um projeto idealizado pela Professora Carmem Brasil. A professora se utiliza basicamente do Cinema para educar os alunos. Isso mesmo, este meio de entretenimento que nos diverte,encanta e emociona além de nos proporcionar momentos inesquecíveis ao lado de pessoas queridas. Ele vai além, invade as salas de aulas e educa.

A professora trabalha com Cinema como Ferramenta de educação no Colégio de Aplicação da Uff o COLUNI para as turmas de ensino fundamental I e II. Ela diz que a idéia surgiu da própria experiência que ela tem com o audiovisual e das próprias reflexões sobre o assunto, que virou objeto de pesquisa no seu estudo acadêmico. “O professor poderá trabalhar com filmes na sala de aula, partindo de diversas abordagens que podem ser com base nos conteúdos disciplinares ou interdisciplinares”, afirma a professora. Partindo do princípio que vivemos em uma sociedade audiovisual, podemos exemplificar este fato: em alguns vídeos que se tornam febres na internet, comerciais que criam gírias e viram mania, além da criação de festivais de curta-metragem para vídeos feitos por celulares, temos então a noção que a agregação áudio mais visual tem se tornado cada vez mais impactante e constantemente presentes no cotidiano, e mais o audiovisual tem sim passado uma mensagem, é um meio de se estabelecer um contato entre um público e a realidade.

Ora, mas é disso que precisamos!... De uma ferramenta com um alto poder de alcance, que possibilite o envio de uma mensagem que chegue a um público-alvo, traduzindo... Através do cinema podemos educar jovens em larga escala sem tornar este processo uma repetição de tudo o que já foi utilizado, trazendo então um novo complemento para a educação, além de irmos além das salas de aula e explorarmos o mundo além do muro da escola.Por Bruno Oliveira

Veja a entrevista na Íntegra que eu fiz com a Professora Carmem Brasil:
1- De que forma podemos despertar o interesse da criança, do jovem, enfim, para com o Cinema em uma sala de aula, Quais são as principais dificuldades?
O professor poderá trabalhar com filmes na sala de aula, partindo de diversas abordagens que podem ser com base nos conteúdos disciplinares ou interdisciplinares (quando vários professores se integram na atividade). Eu acredito que a maior dificuldade está na inadequação da sala de aula para exibição de filmes e do não uso do cinema como atividade sistemática.
2- E sobre os cineclubes, como estão inseridos nesse modelo de educação, acha interessante para o desenvolvimento da prática?
Estão inseridos dentro de projetos que algumas escolas contemplam como “Curtas na Escola”, Cinema e educação, O Cinema Vai a Escola entre outros. A prática de freqüentar cineclubes ajuda por que após a exibição existe a possibilidade da discussão e da troca de opiniões e, se pensarmos a socialização como um processo de educação....
3-E como os pais, considerando-os iniciantes na prática, como estes podem trazer o cinema para formar o pensamento crítico do jovem, quais seriam os primeiro passos?
Assistir bastantes filmes. É preciso criar o hábito (alugando, comprando, ou mesmo indo ao cinema com os filhos) É necessário desenvolver o olhar para as imagens. Segundo Rosália Duarte “O domínio dessa linguagem é requisito fundamental para se transitar bem pelos mais diferentes campos sociais”.
4- De que forma você trata de assuntos mais,digamos, polêmicos, tais como: orientação sexual, violência, drogas?
Algumas perguntas básicas ajudam a orientar a escolha e a abordagem dos filmes:
Qual o objetivo didático-pedagógico da atividade, qual objetivo do filme?
Em princípio, nos reunimos para discutir quais são as necessidades e prioridades da escola naquele momento. Após chegarmos a um consenso listamos alguns títulos e fazemos então uma pesquisa sobre os mesmos (direção, assunto, faixa etária, grau de interesse) nos reunimos novamente e escolhido o título que melhor se encaixa nos objetivos propostos, então faço uma análise do filme/curta (narrativa cinematográfica, trilha sonora, fatos curiosos seleciono algumas cenas, e algumas perguntas pertinentes ao assunto. Após a exibição, abrimos então para discussão com os alunos. que podem ser ( recontar histórias e imaginar desdobramentos para o filme,resenhar a história do filme e aprofundar a representação das coisas observadas, analisar a trilha sonora e música como expressão de sentimentos e compartilhar opiniões sobre os filmes).
5-Liste 5 filmes que você acha interessante para a que os pais possam dar o passo inicial nessa prática em seus lares :
Uma dica interessante é o site Porta Curtas que disponibiliza indicação, sugestão e dicas de como utilizar os curtas na escola e em casa.
Billy Elliot
Ponte para Terabyítia
Minha Vida em Cor de Rosa
A Fuga das Galinhas
O Curta Vida Maria
História sem fim

Gostaram do post?
Até a próxima!

4 comentários:

  1. Excelente texto e entrevista Bruno!
    Parabéns e seja bem vindo!!!!

    Fábio Dias R.

    ResponderExcluir
  2. brilhante tema de estréia no Cabide, Bruno... ganhamos nós, leitores assíduos desse espaço, com mais uma pessoa inteligente a postar por aqui.

    parabéns ao Blog que a cada nova postagem nos surpreende em qualidade textual.

    ResponderExcluir
  3. Como eu adorava ver filmes na escola!
    Isso com certeza tira a monotonia das aulas extremamente didáticas.

    Parabéns pelo post!

    Concordo com o Isaac!

    ResponderExcluir
  4. Que máximo a abordagem desse post!

    Gostei muito, apenas nesse cabide é possível encontrar de tudo um pouco!
    Parabéns a equipe!

    Márcia Amaral

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação e presença! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...