segunda-feira, 5 de maio de 2014

“Meu Pedacinho de Chão” registra recorde semanal; “Em Família” reage na audiência.


Por Fábio Dias


Apesar de ainda em baixa, as novelas da Globo mostraram uma reação positiva. Nessa última semana, “Meu Pedacinho de Chão” registrou sua melhor média semanal desde a estreia e“Em Família” também teve reação. Confira abaixo os índices e comparativos:
Média até o capítulo 80:
Caras & Bocas: 13,56
O Cravo e a Rosa: 13,06
O Profeta: 11,05
Da Cor do Pecado: 12,45
Chocolate com Pimenta: 14,8
Mulheres de Areia: 15,04
Média até o capítulo 24:
Meu Pedacinho de Chão: 17,38
Joia Rara: 19,25
Flor do Caribe: 19,25
Lado a Lado: 17,83
Amor Eterno Amor: 21,58
A Vida da Gente: 22,17
Médias mensais:
Abril: 17,19 (19)
“Meu Pedacinho do Chão” registra recorde semanal de audiência
Aclamada pela crítica, a novela das seis começa a colher frutos. Em pleno feriado (01/05), “Meu Pedacinho de Chão” repetiu seu recorde de audiência com 20 pontos. O enredo da trama é simples, mas, somado à proposta de estética inovadora criada pelo brilhante diretor Luiz Fernando Carvalho, torna a produção encantadora. O elenco segue impecável, não há como destacar apenas um, todos estão brilhantes.
Média Final:
Além do Horizonte: 19,73
Sangue Bom: 24,59
Guerra dos Sexos: 22,01
Cheias de Charme: 30,06
Aquele Beijo: 24,99
Morde & Assopra: 29,99
Médias mensais:
Novembro: 19,5
Dezembro: 17,08 (17)
Janeiro: 18,66 (19)
Fevereiro: 20,66 (21)
Março: 21,35 (21)
Abril: 20,88 (21)
“Além do Horizonte” termina com a pior audiência do horário
Sem novidades, a novela das sete termina com o pior índice do horário, mas bem vista pela crítica. Os autores conseguiram reverter a rejeição inicial  e deixaram a trama mais clara e os números reagiram. Vale ressaltar que “Além do Horizonte” enfrentou horário de verão e festas de fim de ano, quando os números naturalmente já são menores.
Média até o capítulo 78:
Em Família: 29,23
Amor à Vida: 34,68
Salve Jorge: 30,02
Avenida Brasil: 37,46
Fina Estampa: 38,32
Insensato Coração: 32,09
Passione: 32,08
Média mensal:
Fevereiro: 31,17 (31)
Março: 28,77 (29)
Abril: 27,65 (28)
“Em Família”, após queda mensal, começa a reagir
Desde sua estreia, a trama do horário nobre global vem enfrentando uma queda drástica de audiência e grande rejeição num período que poderia ser diferente, já que a história não está sendo exibida em períodos atípicos, como horário de verão e político, ou seja, sem fatores externos que poderiam prejudicá-la. Em seu primeiro mês registrou 31 pontos, no segundo 29 e, no seu terceiro mês, apenas 28.
Agora, entrando na segunda metade da novela, Manoel Carlos deu uma movimentada na produção. Cenas de violência e sexo somadas à tramas que começam a andar chamam a atenção para a novela. Luíza (Bruna Marquezine) e Laerte (Gabriel Braga Nunes) finalmente começam a engatar um romance, desafiando a ira de Helena (Julia Lemertz). A história de Juliana (Vanessa Gerbelli) ganha novo enfoque com sua gravidez e com a rivalidade entre seu ex e atual marido. O romance de Clara (Giovana Antonelli) e Marina (Tainá Muller) tem novo entrecho com a doença de Cadu (Reynaldo Gianecchini). Toda estas movimentações  já começam a refletir nos números: a novela marcou 31 pontos em alguns capítulos na última semana, índice que não atingia desde março.
Mas algo chama atenção: a novela opta por terminar seus capítulos sem gancho. No sábado, teve a oportunidade de terminar com um excelente clímax, com Helena descobrindo a paixão de Luíza por Laerte, mas o capítulo terminou com o assunto resolvido. Assim fica difícil segurar o telespectador para o capítulo seguinte. Esse jeito moroso de começar suas novelas, lembra outras tramas do autor, no entanto, a maioria de suas novelas antigas sobressaíram e terminaram com sucesso.
Média até a semana 32:
Pecado Mortal: 5,58
Dona Xepa: 6,89 (finalizada na semana 18)
Balacobaco: 6,71
Máscaras: 5,74 (finalizada na semana 26)
Vidas em Jogo: 11,44
Ribeirão do Tempo: 11,13
Médias mensais:
Setembro: 8,5
Outubro: 6,55 (7)
Novembro: 5,9 (6)
Dezembro: 5,1 (5)
Janeiro: 5,09 (5)
Fevereiro: 4,85 (5)
Março: 5,41 (5)
Abril: 5 (5)
“Pecado Mortal” não altera seus índices na reta final
Entrando em seu último mês, a trama de estreia de Carlos Lombardi na Record não eleva seus índices, raramente passa dos 5 pontos e, infelizmente, vai terminar com a pior audiência da emissora dos bispos. Para uma trama bem escrita, dirigida, com excelentes atuações fica a pergunta: foi um erro na condução ou será esse o novo patamar de números de audiência para as novelas da Record?” Bom, a resposta saberemos em breve com a estreia da novela “Vitória” de Cristianne Fridman, a última autora que marcou dois dígitos de audiência na Record.
Média de outras novelas:
Chiquititas: Semanal 12 – Geral 10,4 (10)
Malhação: Semanal 15 – Geral 13,89 (14)
________________________________________
Curtiram as novelas essa semana?
SIGA-ME NO TWITTER @FABIODIASR
________________________________________
Coluna originalmente publicada no RD1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e presença! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...