quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Um novo panorama das novelas no horário nobre

Por Rodrigo Ferraz


Um novo panorama está acontecendo nas novelas do horário nobre. A Globo sempre foi e, pelo jeito sempre será a líder de audiência em todos seus horários. No entanto, se teve um horário que na 99% das vezes isso aconteceu é o nobre, o 1% aconteceu na época de Pantanal, e ainda assim, como agora, era uma ameaça, mas elas não disputavam ponto a ponto. Rainha da Sucata e a novela da extinta Manchete nem mesmo no mesmo horário passavam.


Os Dez Mandamentos também não começa no mesmo horário de A Regra do Jogo, o aguardado folhetim de João Emanuel Carneiro. A novela da Record concorre com o Jornal Nacional, esse sempre líder até esse ano. Mas, a novela bíblica com suas pragas avançou e se antes o foco era ganhar do SBT com suas novelas infantis, agora ela consegue beliscar os 20 pontos, uma audiência bem substanciosa. A Record já havia feito minisséries e seriados bíblicos, mas fazer uma novela e logo a história de Moisés foi uma tacada de mestre. Os diálogos da trama soam estranhos, as tramas paralelas ao menos pra mim não empolgam muito, mas dizer que a história do príncipe do Egito não é empolgante é mentira, e a emissora que começou com uma direção de arte nessas tramas capengas tem nesse quesito um dos pontos altos. Me pergunto se Escrava Mãe conseguirá manter os números, torço para que sim, a trama e o elenco são bem bons, e depois dessa novela haverá mais uma trama do gênero bem sucedido, Josué e a Terra Prometida.


No SBT, vemos a terceira novela infantil seguida, filão esse que a Band já havia apostado e se dado bem, hoje em dia a emissora dos Saad tem apostado em novelas Turcas, e os números vão bem se comparado com a programação da emissora, no mesmo horário nobre. Voltando a falar das novelas infantis dos Abravanel, Cúmplices de um Resgate tem um elenco bem bom em sua maioria. A novela é colorida e protagonizada por uma das atrizes mais competentes da geração dela, falo de Larissa Manoela, não sei se a novela tem folego para muitos capítulos como Chiquititas teve, sei que tenho curiosidade em ver a senhora Abravanel fazendo uma novela própria e infantil.

E A Regra do Jogo? Fico me perguntando: porque tão criticando tanto o ibope e a novela? Vamos lembrar que disse acima, Jornal Nacional não é mais o campeão absoluto de audiência, logo não entrega mais com bons números como antes. Babilônia (sua antecessora) como sabemos foi a menor audiência do horário, não bastasse isso a novela cada dia começa num horário diferente. Como fidelizar o público? A trama é deliciosamente difícil, não dá pra ter certeza da índole de cada personagem. Romero Rômulo aparentemente é um sociopata, mas até que ponto ele é isso tudo?


E a deliciosa personagem de Giovanna Antonneli, exagerada, fake e hilária, Atena já entrou para o hall de personagens marcantes da atriz, e olha que ela disse que ainda vamos descobrir muito mais sobre ela. Cassia Kiss num papel doloridoque e, ela defende como ninguém, no elenco há outros destaques. A direção criativa de Amora Mautner e sua caixa cênica é estimulante. Vejam vocês, a novela não agrada mais uma maioria absoluta no horário como já foi com a maioria das novelas do horário, mas ainda é líder, e ainda a consideram um fracasso, não sei porque... Afinal, a novela não tem nem um mês no ar. Sei que a novela já perdeu por alguns minutos da emissora dos bispos, mas isso não é um hábito, ainda!

Nesse novo painel tão heterogêneo para noveleiro nenhum botar defeito pergunto: é bom ter tanta concorrência nesse horário? Ou você preferia que fosse menos pulverizado?


***

Sobre o autor 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e presença! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...