segunda-feira, 25 de julho de 2016

A estreia de Fernanda Vasconcellos

Por Edilson Lopes


Hoje vamos pendurar n’O Cabide a carreira de uma atriz de 31 anos, nascida em São Paulo, e que já conta com onze anos de carreira. Vamos falar de Fernanda Vasconcellos, vamos falar de sua estreia, vamos falar de sua personagem na trama de Daniel Ortiz para às 19h da Rede Globo. Sim, este colunista não está ficando louco, a advogada Bruna, que a Fernanda está interpretando em Haja Coração, tem esse gostinho de estreia para a atriz e para nós telespectadores, é a primeira vez que a Fernanda interpreta uma coadjuvante em sua carreira na Rede Globo.

Fernanda estreou na TV como dançarina dos programas Fantasia e Domingo Legal exibidos pelo SBT. Logo em seguida foi aprovada na Oficina de Atores da Rede Globo e já estreou como protagonista em uma trama da maior emissora de televisão do Brasil. Ao lado de Tiago Rodrigues, que acabou se tornando um parceiro de cena habitual, protagonizou a temporada de 2005 de Malhação vivendo a Betina.


No ano seguinte Fernanda conquistou um espaço que todo ator em sã consciência quer conquistar. Protagonizou a primeira fase de Páginas da Vida, dando vida a Nanda, a mãe da pequena Joana Mocarzel que tinha síndrome de down e que conquistou o coração de uma das clássicas Helenas do Manoel Carlos, nessa trama interpretada pela Regina Duarte.

Em 2007, essa já renomada atriz viveu a personagem principal de Desejo Proibido, trama para as 18h escrita por Walter Negrão. Considerada fruto de um milagre, sua personagem, Laura, viveu um amor proibido com o personagem de Murilo Rosa, um padre. Em 2010 ela teve a honra de levar para as telinhas uma personagem inspirada numa trama de William Shakespeare. Inspirada em Rei Lear, Fernanda interpretou Nelinha protagonista da mal sucedida trama de Tempos Modernos, contracenando mais uma vez com o Tiago Rodrigues.


Quando Lícia Manzo foi promovida a autora solo, Fernanda deu vida a Ana, uma tenista famosa que tem sua vida completamente transformada por causa de um acidente. Nessa trama Fernanda pode mostrar todo o seu lado dramático interpretando uma personagem forte, densa e cheia de possibilidades. Seus embates com a também talentosa Marjorie Estiano eram de tirar o fôlego.


Após dois anos descansando a imagem a Fernanda volta a cena em 2013 como uma das seis protagonistas de Sangue Bom e ao lado de Jayme Matarazzo, Sophie Charllote, Marco Pigossi, Isabelle Drumond e Humberto Carrão trazem este estilo inovador de se contar uma história com tantos protagonistas imposto por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. Nesse meio tempo Fernanda ainda protagonizou o telefilme Didi e o segredo dos anjos, ao lado de Renato Aragão e um episódio do seriado Casos e Acasos.



Agora em 2016 como falei no início desse texto Fernanda Vasconcellos se entrega por completo a Bruna, trabalhando mais uma vez com o amigo Jayme Matarazzo e rivalizando com a Agatha Moreira. A personagem ainda vai crescer mais, tornar-se mais vilã, e permitir que Fernanda nos mostre a sua versatilidade. E eu ainda me arrisco a dizer que a atriz está arrasando na personagem e que ainda tem muito a nos mostrar e nos presentear. Como bem disse esse colunista não enlouqueceu. Após uma carreira recheada de protagonistas, estamos diante da estreia de Fernanda Vasconcelos. Estreia como coadjuvante.


***

Sobre o autor


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e presença! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...