quarta-feira, 1 de março de 2017

Luiz Fernando Carvalho, e a falta que ele fará!

Por Rodrigo Ferraz


Na última semana foi divulgado que Luiz Fernando Carvalho não faz mais parte dos funcionários fixos da Rede Globo, e o que isso significa?? A Globo perde um dos seus diretores mais criativos, mestre em brincar com o lúdico, fez tramas realistas também. O diretor tinha um espaço fixo pra chamar de seu nos Estúdios Globo, coisa que nenhum outro tinha. 

Meus trabalhos favoritos do diretor foram (em ordem cronológica): Renascer, novela das 20h de Benedito Ruy Barbosa, a trama contava a vida de Jose Inocencio e todos os seus em Ilheus, um imponente Jequitibá era seu guardião e o cacau seu ganha pão. Vivido com maestria por Leonardo Vieira na primeira fase e Antonio Fagundes no decorrer da novela, a trama tinha outros destaques: Osmar Prado, Teresa Seiblitz, Jackson Costa, Marcos Palmeira, Maria Luisa Mendonça, Paloma Duarte, Eliane Giardine, Regina Dourado, Jose Wilker. A direção de Luiz Fernando era realista, mas com pitadas de magia e uma das minhas trilhas favoritas até hoje.

Cena de Renascer
Os Maias foi uma minissérrie de Maria Adelaide Amaral baseada na obra de Eça de Queiroz, uma obra prima, um primor, vou entrar em redundância se continuar detalhar o preciosismo, parecia que você estava vendo o livro, tamanha a qualidade da adaptação. Protagonizada por Fabio Assunção, Ana Paula Arosio, Leonardo Vieira, Simone Spoladore e Walmor Chagas, teve eles em seus melhores momentos como interpretes, mas não foram os únicos a se destacar. Myriam Muniz, Jussara Freire, Maria Luisa Mendonça, Matheus Nashtergaele e a estreante Isabelle Drummond que já mostrava a que vinha com muita qualidade. A direção de Carvalho foi extremamente fiel ao livro (e outras histórias de outros livros também foram contadas), coube a Raul Cortez narrar a trama interpretando mesmo sem aparecer o português: Eça de Queiroz, ah o ramalhete...

Os Maias
Meu Pedacinho de Chão foi um conto de fadas, já comentei sobre a novela nesse link aqui (http://www.ocabidefala.com.br/2014/04/era-uma-vez-um-novo-jeito-de-se-fazer.html), lúdica a trama encantou de crianças a idosos, e teve um elenco escolhido a dedo. Juliana Paes, Rodrigo Lombardi, Bruna Linzymeyer, Irandhir Santos, Ines Peixoto e as crianças Geytsa Garcia e Tomás Sampaio foram os destaques, o diretor emocionou demais nessa trama, mais detalhes do que achei só clicar no link acima.

Meu Pedacinho de Chão
Claro que houveram outras tramas que me marcaram, ele é dos meus diretores de audiovisual favoritos, mas preferi citar essas que são minhas favoritas. Para a jornalista Regina Rito Luiz Fernando disse: “Não aconteceu nada além do que eu perceber que após ‘Dois Irmãos’, meu ciclo com a TV Globo terminou. Senti, claramente, que minha contribuição já havia sido dada e, por isso encerrada. Não fazia mais o menor sentido para mim. Tudo o que eu teria para dizer a mais está contido nas entrelinhas dos meus trabalhos. Estou feliz”.  Eu como fã, desejo toda sorte do mundo, e que de tempos em tempos, espero vê-lo nas telonas como ele fez com brilhantismo em Lavoura Arcaica e em trabalhos pontuais na Globo.


***

Sobre o autor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e presença! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...