terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Tempo de se deleitar, porque Tempo de Amar é um deleite.

Por Rodrigo Ferraz

Alcides Nogueira é um dramaturgo de mão cheia, sou admirador de seus trabalhos no teatro e na TV e não é à toa. Seus personagens nunca são chapados, ele pode criar tipos maniqueístas, mas todos são muito humanos, e agora na novela das 6 não seria diferente.


O quadrado amoroso principal vemos quatro talentosos atores, os protagonistas Bruno Cabrerizo e Vitória Strada que interpretam respectivamente Inácio e Maria Vitória não poderiam ser melhor escolhidos. De fato Bruno já fazia novelas na Europa e Vitoria tinha feito cinema, mas o vigor deles parece que já tinham uma vasta carreira, alem da química que o casal têm, Vitória  quando tem cenas com Tony Ramos e Marisa Orth (seus pais na novela) sempre emociona e se não bastasse, são lindos. Nas pontas do quadrado vemos dois atores que por sinal já foram irmãos (em Chamas da Vida), apaixonados um pelo outro (em Liberdade Liberdade) e agora disputam os protagonistas, mas cada um a seu modo.

Lucinda, papel de Andreia Horta é descompensada, um incêndio graças a um feitiço que ela fez literalmente a marcou muito, faz de tudo pra separar o casal principal, Horta mais uma vez brilha como faz com frequência em sua carreira. Bruno Ferrari fez de seu Vicente um homem adorável, íntegro, companheiro e apaixonante, não é à toa que muitos ficam em dúvida entre quem seria o homem ideal pra protagonista, e Bruno definitivamente mostra uma evolução a cada papel que passa.


A direção artística da trama é de Jayme Monjardim, o diretor junto com Alcides não poderia escalar elenco melhor, sinceramente não vejo um erro de escalação e o diretor junto com a equipe de direção de arte capricharam nos cenários, se o diretor não quis o sotaque lusitano típico, (como preferiu em seus últimos trabalhos) está lá o português muito bem falado principalmente na terrinha. 

Ainda tem mais motivos pra se deleitar, a novela é atual mesmo sendo de época, o feminismo é muito bem abordado, vemos personagens reais importantes sendo interpretados, como Gilka Machado e pra deixar qualquer noveleiro babando ainda matamos as saudades de Ester Delamare, uma das mocinhas mais memoráveis da carreira de Malu Mader, personagem de Força de um Desejo (novela de Nogueira em parceria com Gilberto Braga). Agora gostaria de saber também o que acham da trama, eu não preciso nem dizer o quanto gosto depois de tudo que falei acima, não é?


***

Sobre o autor


-- 

2 comentários:

  1. Mesmo não conseguindo acompanhar todos os dias, o pouco que vejo me agrada. A direção é caprichosa e o texto de primeira. Tive medo de ser uma trama água com açucar, mas o autor soube conduzir muito bem a trama sem se tornar cansativa - mesmo demorando mais de cem capítulos para o reencontro dos protagonistas. Me surpreendeu! A trilha sonora também é outro ponto positivo.

    Jurandir - www.comentatv.com.br

    ResponderExcluir
  2. Vdd Jurandir,esqueci de citar a trilha é um verdadeiro primor. Obg pelo comentário!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação e presença! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...