Espaço para anúncio

Responsive Advertisement

Sobre

Início


"O cabide Fala" nasceu em fevereiro de 2011, fruto da ideia de dois amigos estudantes de administração, Fábio Dias e Laís Ribeiro. 

Era um período em que os blogs estavam em alta, em especial aqueles que tratavam de entretenimento, cultura e teledramaturgia em geral. 

No mesmo ano em o Cabide surgiu, outros blogs de sucesso também apareceram como o "Agora é que São eles" do hoje colunista Duh Secco e o "Posso contar contigo?" do jornalista Isaac Abda, atualmente responsável pelo perfil "Cenas da teledramaturgia" nas redes sociais. Muitos deles se tornaram fortemente populares, formando uma grande comunidade de autores e leitores apaixonados. 

Vitor de Oliveira (O astro, I love Paraisópolis, Jesus), escritor, dramaturgo e roteirista de sucesso, foi um dos pioneiros em produzir conteúdos próprios voltados para a teledramaturgia em seu blog "Eu prefiro melão", um dos mais bem sucedidos na época e que, inclusive, rendeu um livro. Fábio o lia assiduamente e o tomou como referência para a criação de "O cabide Fala". 


Por que do nome? 



Laís era uma entusiasta da moda e queria falar sobre isso. Daí a ideia de chamar o blog de Cabide, por remeter ao tema e por significar também a possibilidade de "pendurar" diferentes ideias nele. Fábio acrescentou o "FALA" para reforçar o objetivo de "falar" sobre vários assuntos e também por ser uma junção das iniciais dos nomes dos dois criadores. 

"O cabide Fala" estreou de forma leve e despretensiosa, abordando e combinando conteúdos sobre moda, culinária, viagens, cinema, eventos culturais, televisão, telenovelas etc., buscando também trazer diversas dicas aos leitores. 

Algum tempo depois da estreia, Laís começou a se desligar das postagens e Fábio precisou tocar o barco sozinho. Ele passou a convidar amigos e colegas da comunidade de leitores, que comentavam nas publicações e também do twitter para ajudá-lo a manter o blog no ar. 

Rodrigo Ferraz, ator e diretor de teatro, foi um desses convidados e com o tempo se tornou o principal colaborador do Cabide, apresentando colunas de sucesso como a dos "Drops, curtas e finas", uma espécie de agenda cultural. Foi Rodrigo quem também transformou a cobertura teatral em um dos principais conteúdos do blog. 

Trajetória


Alguns temas e assuntos foram ganhando mais força dentro do Cabide, como a audiência da programação de televisão, que o tornou conhecido e prestigiado. Nomes fortes como o jornalista e crítico de televisão Maurício Stycer e o colunista e especialista em telenovelas Nilson Xavier, colaboraram diversas vezes divulgando e conferindo credibilidade aos conteúdos aqui postados. 

Além disso, o prestígio conquistado permitiu ao cabide realizar entrevistas com grandes nomes da arte e cultura do Brasil, bem como acesso a diversos eventos como premiações, festas de lançamentos, coletivas etc. 

"O Cabide me aproximou de muita gente bacana, me trouxe grandes amigos, me possibilitou acesso em primeira mão nas mais variadas artes. Obtive notícias exclusivas, conheci grandes autores, atores e atrizes que sempre admirei. Coisas que nunca imaginei. Muita gratidão por toda essa história", afirma Fábio Dias. 


Nova fase


Toda àquela efervescência dos blogs esfriou com o passar dos anos. Muitos      que eram populares naquele período encerraram suas atividades ou saíram do ar, sendo substituídos pelas páginas e perfis das mais populares redes sociais, que hoje se dedicam a fazer algo parecido com o que antigos blogueiros fizeram. 

O cabide resistiu ainda por um bom tempo, sempre tentando trazer bons conteúdos, mas chegou o dia em que Fábio decidiu por seguir novos rumos em sua vida e carreira, desligando-se das funções de colunista e editor chefe do blog. Leia a sua despedida aqui. 

Com isso, depois de um período parado, "O Cabide Fala", no ano em que comemora dez anos do seu surgimento, entra agora em uma nova fase. 

Dois antigos colaboradores, o já citado Rodrigo Ferraz e Rafael Barbosa, somam-se ao dramaturgo e professor Fábio Leonardo, que fará sua estreia como colunista, para comandar essa nova etapa. Os três são ligados pelo interesse de apresentar seus textos, de dividir suas ideias, experiências e opiniões acerca da paixão pela arte, cultura e entretenimento. 

A ideia é manter a essência e principal característica do Cabide, que é a diversidade de assuntos e a liberdade de combinar temáticas e formatos. Pode-se falar de música, de dança, de teatro, de pintura, de literatura, história e por aí vai. Pretende-se fazer deste espaço uma espécie de cabideiro cultural. 

O blog ganhou uma cara nova que, além dos conteúdos novos, privilegia todo o acervo que o cabide construiu ao longo desses dez anos. Nesse caso, é possível conferir as publicações mais populares e todas as entrevistas e coberturas já realizadas. 

E assim "O cabide Fala" volta com tudo e espera trazer novos e bons conteúdos e contar com a colaboração e interação de todos vocês leitoras e leitores. 

Postar um comentário

0 Comentários