Espaço para anúncio

Responsive Advertisement

NEWS: A calcinha da Gisele

Por Júnior Bueno



Você viu, eu vi, a esta altura não é mais novidade o comercial da Hope, empresas de lingerie, onde Gisele Bündchen ensina às mulheres que ao dar más notícias aos homens é melhor estar sumariamente vestida. Primeiro mostra a linda de roupas comuns dizendo coisas como “bati seu carro”, “estourei o cartão de crédito” e depois, trajando calcinha e sutiã da marca repete o mesmo, mas com outro efeito. No final, em off, o slogan: “Brasileira, use seu charme”. Eu achei engraçadinho. Devem acontecer situações parecidas na casa de todo mundo.



É provocante, é divertido, é banal como quase todo comercial.

Mas os órgãos federais de direitos das mulheres, ligados à presidente Dilma não acham isso: depois de algumas reclamações, tentaram tirar a übermodel do ar, alegando que a mensagem “éofensiva às mulheres brasileiras, que não podem mais serem tratadas como merosobjetos”. A Hope foi notificada, o Conar, criticado, e sobrou até pra Gisele que foi chamada pelas feministas de todo tipo de nome. Mas qual é o problema debotar uma moça bonita com uma calcinha bonita fazendo graça com o magnetismo que seu corpo provoca na marmanjada?



É que o mundo anda se levando a sério demais. Mulher de bunda de fora pode vender cerveja, mas calcinha não pode? Ou o problema é Gisele estar aparecer seduzindo seu marido (e o das outras, diga-se) em trajes mínimos? As mulheres fizeram por merecer os lugares que conquistaram,e não conseguiram ainda boa parte do que seria ideal numa sociedade regida pelos direitos iguais. Mas esta patrulha politicamente correta, esse feminismo que não ri, que vê ofensa onde não tem, joga mais contra que a favor. E isso acaba deixando o mundo mais sem graça. Mulheres são mais bem acabadas e interessantes que os homens, mais inteligentes, melhores chefes. Estão virando o jogo, taí a Dilma que não me deixa mentir.

Mas estão ficando muito chatas, pronto,falei, tô leve!

Estão se esquecendo de que tem o direito de serem bonitas; que podem ser fortes e femininas; que podem relaxar e brincar de casinha de vez em quando; que usar um lingerie bonito não arranca pedaço de ninguém. Os homens, esses sim tratados no comercial como bobos que perdem a cabeça por qualquer tantinho de pele a mostra, não estão reclamando. Mulheres, vão por mim, o mundo evoluiu muito, vocês estão mais poderosas. Mas no quarto não mudou nada, o poder sempre foi de vocês. Usem seu charme, simples assim.






Recentemente, uma revista americana publicou uma lista com as mulheres mais poderosas do planeta. Apenas duas brasileiras entraram na lista. Uma foi a presidente Dilma, tentando por ordem na bagunça política, mostrando com personalidade, ser mais que a sombra do mentor Lula. E sabe quem é a outra brasileira na lista? Ela mesma, linda, loura e rica, Gisele Bündchen, a moça da calcinha Hope.




E aí, concordam, discordam?


Beijos, Júnior Bueno

Postar um comentário

0 Comentários