domingo, 5 de agosto de 2012

DOSSIÊ: COEN



Por Bruno Oliveira



A mocinha é indefesa e sofre? O vilão  não é legal e merece ser punido? Há sempre um herói ? O bem tem sempre comportamentos éticos e vence o mal? A história dramática tem que justificar seu gênero até o fim? Piadas não servem para drama? Personagens têm que passar por um longo processo de sofrimento para serem dignos de pena pelo público? Esqueça todas as suas regrinhas básicas para contar uma história, ou quase todas, aprenda a fazer uma história de um jeito diferente com os irmãos Coen.

Desde o protagonista drogado, Cômico, dramático de filme noir que não entende nada do que se passa em sua vida em “O Grade Lebowski”. O roteirista neurótico que sofre de bloqueio criativo e que arruma um amigo que é um tipo de serial Killer em “Barton Fink – Delírios de Hollywood”.  Uma policial grávida e super inteligente no meio de bandidos doidos e atrapalhados em “Fargo – Uma comédia de Erros” e até um Xerife bem humorado em busca do assassino do pai de uma menina em “Bravura Indômita”, os irmãos Coen esboçam sua criatividade através do humor negro e da inteligência de escrever imagens que deixam o público parado em frente à tela.

E ainda tem como superar essa lista com Ed Crane, o barbeiro que passa toda sua revolta com o mundo exterior através das expressões faciais, basta um olhar para saber o que o personagem está sentindo em “O homem que não estava lá” ou o vilão frio , Chigurh de “Onde os fracos não têm vez”, sua expressão facial pode matar e sua mente punir. E mais, a vida cheia de absurdos do professor de física Larry Gopnik  que fica entre Deus e a ciência para resolver seus problemas em “Um homem sério”. Ufa!

Posto, isto decidi montar uma pequena lista de filmes dos irmãos Coen para vocês assistirem e se deliciarem com a técnica e habilidade dos  Coe , para isso ,assisti e (re)assisti aos 15 filmes deles na mostra , “Irmãos Coen – Duas Mentes Brilhantes”. Vamos a lista, escolhi 6 filmes , mas gosto de todos ou quase todos, vamos nessa:

1 – “Arizona Nunca mais”, motivo: Nicolas Cage em sua interpretação Apoteótica , como o excêntrico H.I. (obs, é isso mesmo,Hi! rs)


2 – “Ajuste Final”, motivo: Assista , mas antes veja “O poderoso Chefão” do Coppola. (Que fique claro: NÃO é uma (re)leitura, mas, lembra).


3- “A roda da fortuna” , motivo: Uma excelente Fábula do mundo Contemporâneo.


4 –“Fargo”, motivo: Descubra que mulheres grávidas nãos são tão frágeis assim.


5- “O grande Leboswky”, motivo: Curta o que há de melhor no rock dos anos 60”


6- “Onde os fracos não têm vez", motivo: Vilões não precisam de falas extensas para serem vilões, o olhar já basta.


O que passa em branco: “O amor custa caro”, personagens de George Clooney e Catherine Zeta-jones não são bons o bastante para interter o público.


Mas, seu fosse você, assistia a todos os filmes, 15, na mostra “Irmãos Coen - Duas mentes brilhantes”, a partir do dia  10 ao dia 23 de agosto no cine SESC, Rua Augusta, 2075, Cerqueira César – São Paulo. Mais informações, clique aqui.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e presença! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...