sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Existe Vida Teledramaturgica Fora da TV Aberta?



Não, eu não vou falar de seriados estrangeiros, até porque não conheço nem faço muita questão de conhecer. Estou aqui pra falar que existe um comodismo com o fã do gênero, a ficar restrito pela TV aberta. Pudera, só a Rede Globo tem três opções de telenovela, sem contar reprise, Malhação e outros seriados, sem contar as outras emissoras, mas há vida fora da TV aberta sim, e como há...


Termina nessa sexta a segunda temporada de Sessão de Terapia, aclamada franquia de uma serie estrangeira. Selton Mello dirigiu a nossa com maestria, com ângulos inusitados e muitas vezes surpreendentes, se ele mandou bem na primeira temporada, na segunda ele mandou ainda melhor. Bianca Comparato, por exemplo, consolidou porque é das atrizes mais valorizadas da geração dela, Cláudio Cavalcanti encerrou a carreira com chave de ouro num personagem difícil pra caramba ele agarrou com unhas e dentes. E Adriana Lessa?? Quem me conhece sabe que sou suspeito, mas Paula Varella certamente entrou para galeria dos melhores papéis da atriz, ela saboreou com maestria, não foi uma volta triunfal (até porque ela já havia feito uma novela no SBT), mas foi uma confirmação que essa baita atriz não pode ficar fora de cena. O menino Derick Lecouflé muito bem acompanhado por Andre Frastechi e Mariana Lima surpreendia, mas quinta-feira era dia dos atores citados acima brilharem, seus pais na ficção. E mais uma vez Selma Egrei mostrou porque tem tanto valor, mas eu não posso não citar o protagonista: Zé Carlos Machado impecável, por mais que o estilo de terapia não está impresso no personagem você se sente com um terapeuta de mão cheia, ao ponto de ficar atordoado. Já confirmada, que venha a terceira temporada.


Mas como eu, fã de Alice não vai falar de Alice? Alice foi uma série da HBO Brasil maravilhosa, das minhas obras teledramaturgicas favoritas, não saía mais domingo à noite por causa dela, algo que nem foi o Sai de Baixo nos anos 90, mas num programa totalmente diferente, Alice é drama, às vezes chegando ao melodrama em que as estrelas principais da série são Andreia Horta e uma cidade por muitos feia: São Paulo. Alem de uma excepcional protagonista, o resto do elenco foi extremamente bem escolhido: Regina Braga, Vinicius Zinn, Daniela Piepszyk, Guta Ruiz, Denise Weinberg, Juliano Cazarré, Tereza Raquel só pra citar alguns. A direção de Karim Aïnouz e Sérgio Machado deixava você sufocado e cúmplice de Alice e o país das Maravilhas (São Paulo) dela, acho bem improvável que outra série a cabo me encante tanto quanto essa.

Graças à lei que obriga ao canal fechado a produzir conteúdo nacional muito foi feito e será feito desde comédias como a versão em seriado de Se eu fosse você com Paloma Duarte e Heitor Martinez na Fox e as Canalhas na GNT dirigido pela sempre ótima Anna Muylaert até series de terror que o FX ta produzindo, O Negócio serie que aborda bem mais que o universo da prostituição da HBO, além dos já clássicos besteiróis (em sua maioria) da Multishow como o delicioso Adorável Psicose e tantos outros.

E você, tem algum favorito? Qual??


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e presença! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...